top of page

Pilates associado à musculação aumenta massa e força muscular






Estudo aponta que programas de exercícios mistos podem ser mais efetivos para tratar a sarcopenia do que atividades isoladas


O gosto pela atividade física e pelos esportes é algo muito pessoal. Há pessoas que não gostam de treinamentos de musculação por considerarem monótono ou muito pesado. Outras não se imaginam fazendo Pilates por considerarem uma atividade para pessoas mais idosas ou voltado para mulheres.


Porém, um estudo que acaba de ser publicado no jornal científico European Geriatric Medicine apontou que associar diferentes atividades físicas é mais efetivo para fortalecer e aumentar a massa muscular em pessoas com sarcopenia, do que praticá-las de forma isolada.

Diferentes, mas complementares


Segundo Walkíria Brunetti, fisioterapeuta especialista em Pilates e RPG e em fisioterapia neurofuncional, o Pilates e a musculação são diferentes, porém ambos contribuem para a melhora da saúde musculoesquelética, principalmente nas pessoas que já têm perda de massa muscular, condição chamada de sarcopenia.


“A musculação aumenta a massa muscular e fortalece os músculos. O Pilates fortalece os músculos com benefícios adicionais como melhora da flexibilidade (amplitude de movimento), equilíbrio e postura. Embora sejam atividades distintas, quando associadas podem potencializar os efeitos na saúde musculoesquelética”.

Idade acelera perda da massa muscular


O processo natural do envelhecimento começa por volta dos 30 anos, mas se intensifica a partir dos 50 anos. Uma das consequências do envelhecimento é a sarcopenia, que se caracteriza pela perda da massa e da força muscular. Trata-se de uma condição multifatorial, porém bastante ligada à idade.


Apesar de a idade ser um importante fator de risco, há outros como:


  • Baixo nível de atividade física

  • Alterações hormonais, principalmente menopausa e andropausa

  • Estado inflamatório crônico devido a doenças como endometriose, doenças inflamatórias intestinais etc.

  • Dieta pobre em proteínas


A sarcopenia é uma condição potencialmente perigosa, principalmente na terceira idade. A falta de força muscular aumenta o risco de quedas e lesões associadas a esses acidentes. “Como muitas vezes a perda da massa muscular ocorre juntamente com a osteopenia (perda da massa óssea), o risco de fraturas aumenta e de hospitalização aumenta bastante”, comenta Walkíria.


Uma das principais consequências de traumas e lesões na terceira idade é a limitação da independência, ou seja, muitas pessoas perdem a mobilidade e podem ficar acamadas. E quanto mais tempo imobilizadas, maior é a perda da massa muscular.


Força e equilíbrio


A força muscular é importante, principalmente nos idosos, que costumam ter perda da flexibilidade e do equilíbrio. Quando os músculos estão enfraquecidos, um simples tropeço pode ocasionar uma queda, por exemplo. “Uma musculatura fortalecida aliada a uma boa amplitude de movimento, postura e equilíbrio são aspectos fundamentais para prevenir acidentes, principalmente após os 50 anos”, diz a especialista.


Atividade física é essencial para longevidade


“O que precisamos ter em mente é que não adianta viver mais. Para ter uma boa qualidade de vida é preciso investir em ações que contribuam para a longevidade de forma saudável. Sem dúvidas, as atividades físicas têm um papel essencial nesse objetivo, principalmente no que diz respeito à sarcopenia”, aponta Walkíria.


“Vale reforçar que o ideal é a pessoa procurar clínicas especializadas ou profissionais como fisioterapeutas ou educadores físicos que possam planejar um treinamento de acordo com as necessidades individuais. Muitas pessoas possuem limitações que precisam ser respeitadas quando falamos de atividades físicas”, finaliza.

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page