top of page

Atividade física ao longo da vida pode garantir um envelhecimento saudável


atividade física
atividade física



Muitas pesquisas já comprovaram que, ser fisicamente ativo ao longo da vida, é considerado um fator de proteção contra muitas doenças crônicas e perda de função relacionada à idade. Um estudo, relativamente recente, apontou que praticar atividade física mais tarde na vida traz benefícios semelhantes, mas menores, para a saúde.

 

A pesquisa, realizada pelo Universidade de Perth, na Austrália, apontou que pessoas que eram fisicamente ativas na juventude, na vida adulta e que permaneceram ativas ao longo da vida, tinham menor probabilidade de apresentar comprometimento funcional, cognitivo e depressão do que aqueles que praticavam menos de 150 minutos de atividade física por semana. Outro achado interessante é que os homens que eram mais ativos na juventude, mas menos ativos mais tarde, perderam os benefícios da atividade física para a saúde quando envelheceram.  

 

Seja como for, o recado mais importante do estudo foi que nunca é tarde para se tornar fisicamente mais ativo e que, quanto mais cedo, melhor!

 

Atividade física é um dos pilares mais importantes do envelhecimento saudável

 

Segundo a fisioterapeuta Walkíria Brunetti, especialista em Dores Crônicas, Saúde Postural e Pilates, a promoção de atividades físicas deve ser um foco fundamental das políticas de envelhecimento saudável. “Há muitos pilares para envelhecer de uma forma mais tranquila, mas a atividade física pode ser considerada um dos mais importantes. Manter-se ativo é crucial para prevenir a incapacidade física e a rápida deterioração da saúde, principalmente a partir dos 40 anos”.

 

Portanto, não importa se você ama ou odeia se exercitar, o fato é que manter-se ativo é a base para envelhecer bem, ou seja, para viver mais e melhor.

 

Músculos fortes e longevidade

 

Um dos principais problemas do envelhecimento é a perda da massa muscular, chamada de sarcopenia. O enfraquecimento dos músculos está associado a diversos problemas. “O ideal é fazer uma “poupança” de músculos, ou seja, realizar treinos de força e atividades que fortalecem os músculos, como o Pilates, ainda na juventude. Embora a prática ao longo da vida não elimine a sarcopenia, ela pode retardar ou amenizar a perda da massa muscular após os 50 anos”, aponta Walkíria.

 

Os exercícios com foco no alongamento dos músculos também são importantes para manter a amplitude de movimento, reduzindo o risco de encurtamentos musculares. “Quando não fazemos um trabalho de fortalecimento e alongamento muscular, vamos ficando mais “enferrujados”. Podemos sentir essa falta de flexibilidade em situações em que necessitamos de movimentos mais amplos, como pegar objetos no alto, agachar para pegar algo do chão ou calçar um sapato, por exemplo,”, comenta a especialista.  

 

Outro problema do envelhecimento é a perda da massa óssea, chamada de osteopenia. Na maioria dos casos, a osteopenia evolui para a osteoporose, uma das principais causas de fraturas em idosos.

 

“O fortalecimento muscular também é importante para proteger os ossos, bem como as articulações. Isto, por sua vez, pode prevenir ou reduzir o risco de quedas e fraturas na terceira idade”, adiciona Walkíria.

 

Um estudo apontou que em adultos com mais de 55 anos, a massa muscular era um melhor preditor de longevidade do que o peso ou o índice de massa corporal (IMC).

 

Vem pro Pilates

 

“O Pilates é um dos exercícios mais completos para o fortalecimento muscular. Além disto, pode ser praticado por pessoas de todas as idades, incluindo crianças, jovens, adultos e idosos. Os movimentos podem ser adaptados de acordo com a capacidade e as limitações do paciente”, comenta Walkíria.  


Veja abaixo os principais benefícios do Pilates para a saúde:


  • Fortalece os músculos, especialmente o grupo do CORE, que sustenta a coluna vertebral

  • Promove a remodelagem óssea por meio de exercícios de tensão e tração. Além disso, ao fortalecer os músculos, protege os ossos de possíveis fraturas

  • Fortalece a musculatura pélvica e isto ajuda a reduzir os efeitos da incontinência urinária em mulheres

  • Melhora o equilíbrio e a coordenação, o que reduz o risco de quedas e fraturas

  • Aumenta a flexibilidade

  • Melhora a postura e traz consciência corporal

  • Melhora a qualidade do sono

  • Reduz sintomas depressivos, ansiosos e estresse

  • Combate a solidão, típica da terceira idade, pois aumenta o convívio e as interações sociais

 

“O envelhecimento populacional é uma realidade no Brasil, mas traz diversos desafios para a sociedade. Um dos mais importantes é a necessidade de manter a produtividade e a independência depois dos 60 anos. Apesar do aumento da expectativa de vida, que hoje é em média de 76,4 anos, poucas pessoas levam em consideração a importância de envelhecer de forma ativa e saudável”, diz a fisioterapeuta.  

 

“Portanto, uma das melhores maneiras de permanecer independente e produtivo na terceira idade é praticar atividades físicas de forma regular, desde a infância”, conclui Walkíria.   


  Onde encontrar Pilates?

 

A Clínica Walkíria Brunetti oferece aulas de Pilates, em grupo ou individuais, para crianças, jovens, adultos e idosos.


Para mais informações, entre em contato pelo telefone ou WhatsApp

 

Tel. (11) 5041 – 7140

WhatsApp (11) 99121 - 9670

 

Siga nosso Instagram

 

Encontre-nos no Google Maps – Veja como chegar

 

コメント


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page